Homeopatia: Medicina que salva

postado em: Artigos, Destaque na Home | 0

Homeopatia: Medicina que Salva

 

Viver é um ato contínuo de coragem, firmeza, amor e perseverança. É preciso dizer que o mundo moderno precisa em muito da abordagem holística propiciada pela medicina homeopática unicista (clássica). Seu desconhecimento, nos dias atuais se configura em um verdadeiro crime. A homeopatia tem modo de atuar cientificamente comprovado, através de estudos aceitos na comunidade científica internacional. A homeopatia, diferentemente da fitoterapia, tem sua ação através da física, sendo uma tecnologia de ponta, apesar de ter sido concebida há 200 anos, pelo genial médico alemão Samuel Hahnemann.  Atua onde muitas vezes outros métodos já fizeram tudo o que podiam. A institucionalização ampla da homeopatia nos brinda com benefícios inumeráveis nos mais variados aspectos da vida. Sua diferençiação se origina em sua ação quântica, baseada portanto na física atômica. A técnica farmacológica homeopática usa o “imprint”´do átomo no solvente (a água ), como que gravando um CD, com sua informação. Não podemos mais nos dar ao luxo de desprezar conhecimentos bem estruturados  e essenciais como os da homeopatia. O momento existencial é crítico em todos os sentidos, precisamos então “concertar o navio”, ao invés de ficar na superficialidade, pintando os mastros,  diante do iminente naufrágio. Poderemos salvar-nos, salvar os nossos e em consequência colaborar para que se salve todo nosso querido planeta Terra.

E o que devo saber então?            – Primeiro que a homeopatia não é algo banal, ao contrário, é de grande profundidade, devemos então ter  zêlo, amor e respeito por esta medicina humanizante, como algo que é nobre e abençoado.

– Que a homeopatia não disputa com a alopatia (medicina tradicional ), podendo se somar a ela em muitos casos.

– Saber que a homeopatia, exercida por um médico corretamente especializado e atualizado, pode ser também útil em pacientes graves, inclusive em unidade de terapia intensiva(UTI),associada ao tratamento convencional, com resultados realmente animadores. Sua utilização vem elevando a percentagem de pacientes que se recuperam, em diversas UTIs, no  Brasil e em todo o mundo.

– Saber que pacientes psiquiátricos também poderão ter grande ajuda com a associação da homeopatia hahnemanniana (unicista ) aos seus tratamentos, como temos observado em muitos casos.

– Saber que o tratamento homeopático retarda o envelhecimento,pois sua ação anti-oxidativa, ocorre juntamente com a diminuição progressiva do estresse.

– Saber que a homeopatia é uma medicina comprovadamente  com ação positiva sobre o concepto (feto ).

– Saber que a homeopatia é fundamentalmente  preventiva, aumentando a imunidade, e diminuindo sabidamente a incidência e  progressão do câncer, devendo deste modo estar incluída, na prevenção de enfermidades em geral, e estar associada aos tratamentos oncológicos tradicionais, para disponibilizar  aos que sofrem, outras possibilidades.

– Saber que a homeopatia é preventiva para doenças infectocontagiosas e como já demonstrado na prática, contribuir na contenção de epidemias.

– Saber que a homeopatia age muito bem em crianças.

– Saber que a adoção da homeopatia unicista reduz drasticamente os potenciais criminais, trabalhando na eliminação de traumas  e na  reorganização das estruturas de caráter que levam a tal.

– Saber que a homeopatia foi considerada a primeira medicina com ação psicodinâmica, causando evolução, maturação, individuação e adequação do ser.

– Saber que a homeopatia age na mulher, ajudando em sua problemática feminina geral, colaborando no verdadeiro o resgate da sua feminilidade.

– Saber que a homeopatia se baseia em leis naturais de cura: pois ela (a cura) ocorre no corpo, segundo leis fixas, sendo na ordem de cima para baixo, de dentro para fora e com relação ao tempo, o movimento de cura acontece  do último sintoma para trás, ou seja: numa espécie de “marcha a ré”, dando a oportunidade de refazermos o que organizamos de modo errado,como que esvaziando a “lixeira” de nossa “CPU” viva, o nosso querido cérebro,  com consequente melhoria emocional, intelectual e de memória, sempre  dentro dos limites individuais.

– Saber que a auto-medicação com homeopatia ou mesmo através de mãos inexpertas pode ser potencialmente grave ou até fatal.

– Saber que “Florais” não são homeopatia sendo bom saber que o médico e o psicólogo, são proibidos por seus conselhos de os receitar.

– Saber que dentro de cada um mora Deus e que a homeopatia foi concebida por Cristiano Frederico Samuel Hahnemann, para que através de sua ajuda se  possa alçar os mais altos fins existenciais.

– Saber  juntar-se a esta luta de amor, por um mundo melhor.

 

Autor: Dr. Jorge Ricardo dos Santos – Médico Homeopata